Literatura

Desc

Itens 1-12 de 22

por página
Ver como Grade Lista
  1. Quando O Amor É De Graça 2019
    Neste livro, o escritor Raymundo Netto reúne uma coletânea de crônicas publicadas no O POVO. Saiba Mais
  2. Historias Contadas Pelo Vento
    Livro reúne uma coletânea de crônicas da escritora Ana Miranda, publicadas no O POVO, a partir de 2009. Saiba Mais
  3. Literatura Cearense Outra História
    O professor e doutor em Literatura, Rodrigo Marques, propõe neste livro uma revisão da literatura cearense a partir de sua inserção na história. O autor questiona o conceito de cearensidade e lança luz sobre uma nova perspectiva de entender a literatura nascida no Ceará. Saiba Mais
  4. Recortes da diáspora síria
    Recortes da Diáspora Síria, da jornalista cearense Isabel Rocha Filgueiras, mergulha no drama dos refugiados em busca de explicações para o que está acontecendo naquele país. Partindo de uma cuidadosa preparação - que incluiu estudos sobre direitos humanos, história do Oriente Médio moderno e jornalismo de guerra - a autora saiu à procura de figuras incógnitas que ilustrassem as chagas dessa crise migratória.  Saiba Mais
  5. No Fio da Navalha
    No Fio da Navalha e a emocionante sequência do livro Na Corda Bamba e é também uma viagem pelo interior do Estado, com as suas riquezas e difiuldades, e pelas almas humanas, com as suas complexidades e controvérsias. Saiba Mais
  6. Na Corda Bamba
    Na Corda Bamba
    R$34,90
    Neste romance ambientado em Fortaleza, as histórias da cidade e dos seus recantos se confundem com a trajetória dos personagens, todos dificilmente se equilibrando na corda bamba. Saiba Mais
  7. O Tempo Inhamuns um Relato Etnográfico
    A autora desta obra, Dauana Vale, através de sua sagacidade, nos leva a um contato profundo com o tempo de cinco sertanejos dos Inhamuns. Foram tantos dias e noites mergulhada num cotidiano de surpresas. Ah! Ainda bem que a pesquisa a surpreendeu, caso o contrário, não teríamos essa publicação repleta de pontos de exclamação. E de onde vem essa vontade de falar sobre o sertão? Não sei. Ou sei? Vem de longe... vem de dentro... E sem maiores cerimônias vaio cá em busca deste Tempo Inhamuns que por vezes é ligeiro, por vezes é vagaroso, por vezes é puro ócio. Para além do modelo de existir das grandes metrópoles há sim outros tantos modos de existência que merece rrespeito e atenção.  Ana Moreira Vale Saiba Mais
  8. A Memória das Coisas
    Aqui estão as memórias destes objetos, contadas por eles mesmos. A biografia das coisas, a lembrar o gênio de um Georges Pérec em A Vida: Modo de Usar, um dos mais ousados e instigantes romances da literatura moderna. Delicado como os poemas de Marília, este livro nos traz cores, perfumes, medos, alegrias, aflições e paixões que impregnaram cada objeto. Bom como um frescor de lavanda que passa por nós ao cair a noite.  Saiba Mais
  9. No Colo das Iabás
    Neste belo livro, resultado de tese de doutorado, a autora analisa em profundidade o fato de na literatura masculina a maternidade aparecer muito pouco, sobretudo a de mulheres negras. Eu diria etpour cause, já que os homens nunca a enfretaram verdadeiramente. A autora pesquisa essa ausência importante e se pergunta, imitando a famosa pergunta de Sartre, quando de sua visita ao Brasil: "onde estão as mães negras na nossa literatura?" A seguir, analisa como aparecem as mulheres negras na literatura, ora como a mulata apetitosa e estéril ou a negra como um animal de carga ou ainda a mãe preta servil que "atendem ao desejo do imaginário patriarcal" Saiba Mais
  10. Palavras Amargas
    Max brinca com o gênero conto, como uma criança com um aparelho eletrônico novo, ele experimenta os muitos tipos: o conto regionalista, o moderno, o parafrásico,, o psicológico, o policial, ...e vai mais além, inova a narrativa, ousa e encanta. Saiba Mais
  11. Crônicas Absurdas de Segunda
    Crônicas Absurdas de Segunda, de Raymundo Netto, é, em sua maioria, uma seleção de textos do autor publicados, entre 2007 e 2010, no caderno “Vida & Arte” do jornal O POVO. Neles, Netto visita e apresenta a cidade, a reconhece e a provoca por meio da fala (e dos sentimentos) de seus escritores, principalmente os cronistas, contemporâneos ou não, que encontra em bancos de praça, nos ônibus, em parques, nas casas mutiladas, cemitérios ou em meio a desastres e hecatombes de proporções aparentemente absurdas.A obra, ganhadora do Edital de Incentivo às Artes da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, é edição comemorativa dos 10 anos de publicação de sua primeira obra, o romance Um Conto no Passado: cadeiras na calçada, de seu ingresso na literatura e de 8 anos que escreve para o jornal. Saiba Mais
Desc

Itens 1-12 de 22

por página
Ver como Grade Lista
To Top